reynaldo-naves-perfil-640x853

Reynaldo Naves

SÓCIO | DIRETOR

O engenheiro brasileiro, saiu do ambiente industrial para ajudar a modernizar o mercado de serviços financeiros. Trabalhou durante quase 20 anos em grupos internacionais como ABN AMRO, Visa e Accor. Sempre ligado a fortes mudanças, como fusões, lançamento de novos negócios e incorporação de startups. Integra-se com naturalidade a ambientes multiculturais, como quando foi diretor mundial de marketing e comunicação da Edenred, em Paris, entre 2008 e 2010.

De volta ao Brasil, decidiu reafirmar seu propósito de vida e criou sua consultoria para redesenho e transformação de negócios sincronizando processos, tecnologia e pessoas. A evolução e transformação de pessoas passou a ser um grande foco de atuação, como mentor e coach na coordenação de programas de liderança de clientes dos setores de Serviços Financeiros e Varejo. Em 2019, a consultoria de Reynaldo integra-se a Olivia, pela proximidade e complementaridade de seus serviços com os oferecidos pela consultoria latino-americana. A partir deste momento, Olivia torna-se uma opção singular para os processos de transformação das empresas que atuam ou desejam atuar em toda a região.

É formado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com extensão no Curso de Especialização em Administração para Graduados, da Fundação Getulio Vargas. Especializou-se em Estratégia nas Universidades de Berkeley e HEC Paris e atua voluntariamente como mentor em aceleradoras de investimento. Equilibra sua energia sempre rodeado da família e amigos, compartilhando uma boa mesa e um bom vinho. É apaixonado por viagens e corridas de rua.

socios-reunaldo-naves
048
Liderar o naufrágio

Era 26 de fevereiro de 2020 e as notícias anunciavam que um homem de 61 anos confirmou positivo para a COVID-19, em São Paulo. Confirmava-se o primeiro caso na América Latina. Voávamos com uma velocidade contínua sem nos preocuparmos com nada, quando algo mudou e terminamos nadando em mar aberto com apenas alguns elementos para montar uma balsa que nos levasse à terra firme. 

Como areia no fundo do mar, o Coronavírus só nos permitiu ver o quão clara era a água, depois de havermos revirado como um tsunami por toda a praia.

29octBR2-1
Como deixar de ser avatares de nós mesmos?

Como deixar de ser avatares de nós mesmos?

Hoje, as videoconferências não são apenas para eventuais reuniões com pessoas geograficamente distantes ou para a realização de cursos EAD. Agora, é audiovisual para ver a família, os amigos, o pessoal do trabalho, o personal trainer, o terapeuta, o cantor preferido, os representantes políticos, os jogos esportivos e por aí vai. Estamos virando seres em telas de todos os tamanhos, com alta conectividade ou baixa resolução, vai depender do humor da nossa internet. 

Quer ajuda em seu processo de transformação? Fale com a gente
separador-verde3-1-1